quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Mistérios da alma












A minha alma deixou meu corpo inerte e viajou...
Deixou-me dormindo, e flutuando se afastou...
Como num filme, via tudo acontecendo
Tudo sentia, mas o domínio do corpo fui perdendo

De pé, depois de flutuar, minha alma se colocou

Aqui está ela: a voz de alguém anunciou
Abri os olhos e fui tomada de muito pavor
Pessoas nuas, enlameadas o meu corpo tocou

Fechei os olhos e desejei, desesperadamente, gritar

Que lugar horrível, minha alma veio ficar...
Era tudo cinzento, sombrio, apavorante...
Pessoas enlameadas me agarravam insistentes!

Supliquei à Deus : Me tira desse lugar!

Me tira daqui! Tenha de mim piedade!
Por que estou neste lugar infernal?
Quero um jardim, flores, tenho necessidade!

De súbito, fui tirada daquela agonia

Aos pouco sentia que uma luz me envolvia
Minha alma ao meu corpo retornou
E lentamente no meu corpo se instalou...

Que lembranças sombrias minha alma guarda?

Por que para aquele lugar tenebroso foi levada?
Espero que a vida venha me responder
Por que esse mistério, eu preciso entender...

- Foi um pesadelo terrível e muito intrigante.


Nádia Santos

Recife-PE
02/05/12

Um comentário:

  1. Nádia QUERIDA ...As sobras existem mas para aqueles que não amam e ou não desejam conhecer o AMOR ... Jamais será o teu caso...não se impressiones com isto pois a vida de da tanta beleza que ...quando daqui um dia se for ....deixarás apenas o seu perfume...o perfume da essência do teu AMOR . Um grade beijo de que te gosta muito viu Pedro Pugliese

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos