quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Maturidade






Já vai distante ela...já vai distante!
Deixando saudade e inquietude...
Lá vai tão ardente, tão vibrante,
Deixando-me. Lá vai minha juventude!

Ela partiu e me fez sentir diferente
Impondo-me mudanças e transformações
Entregue à maturidade, e mas experiente,
Fez-me descobri novas e forte emoções

Minha alma vibrando e intensa
Meu corpo queimando em ardência
Minha boca em quantidade imensa
Deseja teus beijos cheios de indecência

Na maturidade uma paixão eu vivo
De entrega ardente sem restrição
De momentos alucinantes e lascivo
Fazendo vibrar corpo, alma e coração.

Nádia Santos
22/09/12

4 comentários:

  1. Que lindo minha Nádia ...Eu que venho junto de você a algum tempo bem sei o quanto és lindamente a flor da pele ...grandes e impulsivos sentimentos ...a vida só é vida se houver AMOR se HOUVER ENTREGA ...Um beijo gigante Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já estás me conhecendo né amigo.... obg pelo carinho. Um abraço.

      Excluir
  2. Nádia..... belo poema. Teu blog é mesmo muito lindo. Os amores da maturidade são (como o próprio nome diz) maduros, estáveis, que sabem ser exigentes e ternos.
    Peguei teu blog no Só em palavras.
    Já te sigo como Integral. Possuo outro blog, o SEX IS MY LIFE, de proposta erótica, com meus poemas, minha vivência, fotos, e tais:
    http://www.extfeelings.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vindo INTEGRAL e obg por me seguir. Aguarde que te farei uma visita. Volte sempre!

      Excluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos