terça-feira, 25 de setembro de 2012

Olhar encantador













Os teu olhos profundos e negros
Como a mais pura escuridão
Faz palpitar doidamente
Meu apaixonado coração

As estrelas até que tentam
Ao teu brilho se igualar
Mas ficam tímidas coitadinhas
Pois reluz mais o teu olhar

A lua, nossa eterna rainha
Do seu esplendoroso pedestal
Me diz convencida e  feliz:
Ao meu brilho não existe igual!

Peço-te perdão rainha lua
Teu reino é lá nas alturas
Aqui é o olhar do meu amor
Que tem mais brilho e formosura

Quando me olhas de frente
Com esse olhar encantador
Só quero cair em teus braços
E viver a magia desse amor!

Nádia Santos
São Luis-MA
25/09/12

2 comentários:

  1. Nádia querida belo poema ...parabéns Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
  2. LINDO DEMAIS,ROMÂNTICO,EXCITANTE,TUDO! MARQUEI TODAS AS REAÇÕES E SE TIVESSE MAIS,MARCARIA.

    FAZ UM SORTEIO DE UM DE SEUS LIVROS E ME INCLUA NELE!

    ADORO SEUS BLOGS. ESPERO QUE COMENTE MEUS TEXTOS,POEMAS E OPINE SOBRE ELES,OK?


    NÁDIA.OBRIGADA PELO COMENTÁRIO O POEMA DO POETA TRISTE,COMO DISSE,DESCONHEÇO O AUTOR.É LINDO E O TENHO HÁ MUITO TEMPO.RECEBI POR EMAIL.

    BEIJOS COM GOSTO DE CARINHO


    DONETZKA

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos