terça-feira, 21 de agosto de 2012

Um anjo me apresentou ao amor


Andava pela vida triste e já descrente...
Pois os amores que vivi intensamente
Tudo acabou, se findou... Foi tudo em vão?
Será que o amor me mentiu? Quanta desilusão...

Uma sede de amar, amar verdadeiramente
Minha alma almejava desesperadamente...
Amor que o tempo e a distância não pode separar
Todos os dias de minha vida, eu estava a esperar...

Mas um dia me encontrou um anjo sedutor
Disfarçado de poeta, veio meu anjo do amor!
Apresentou-me a um amor leve, suave como a brisa
Que acalma minha alma e me tranquiliza...

Conheci um amor compreensivo e sem imposição
Amor de raízes fincadas nas profundezas do coração
Mostrou-me um amor onde o dar, o receber e o trocar
Caminham lado a lado com a nobreza do renunciar!

Meu anjo estava cansado, por tantas decepções...
E tantos sofrimentos lhes causaram transformações
Mostrou-me suas feridas, algumas mal cicatrizadas
Com meus beijos e amor logo estarão curadas

Esse amor me embriaga, me fascina e extasia!
Envolve-me numa doce paixão, dia após dia
Um desejo ardente toma conta de todo meu ser
E esse amor tão forte, é minha razão de viver!

Amor de corpo é paixão passageira e fugaz
É como fumaça que o vento leva e se desfaz
Nosso amor sincero nos eleva verdadeiramente
É o amor que vem da alma, e dura imensamente!

Nádia Santos
Recife-PE
06/05/12


Um comentário:

  1. BELO MUITO BELO !!! ASSIM É O VERDADEIRO AMOR EM SUA CHEGADA...POIS NÃO HÁ MAIS PARTIDA !!! Pedro Pugliese

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos