quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Os sinais


Oh filhos cegos, surdos e mudos...
Vivendo num mundo de ganância e egoísmo
Não percebe os sinais que gritam ao mundo
Como um lamento que sai dos profundos abismos...
A Terra mãe grita em pavorosa agonia
De suas entranhas saem larvas incandescente
O mar enfurecido a tudo arrasa
É a natureza que se revolta inclemente!
Abram os olhos homens desta Terra!
Saiam depressa dessa alienação
Pois o mal aqui já entre nós impera
E já de muito, é anunciada a destruição!
Neste céu azul misterioso
Tantos olhos nos observam
E nos espreitam... É tenebroso!
Só nos resta mudar e pedir em oração
Pai nosso que estais no céu...
Nos livrai do mal e nos dê a salvação!
Nádia Santos
São Luis-MA
22/02/12


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos