quarta-feira, 1 de agosto de 2012

O abraço dele

Teus abraços foram feitos para abraçar a mim
E quando a noite chega, de mansinho enfim
Quero te entregar meus anseios, meus cansaços
Desfrutando doces momentos, no teu terno abraço!

Teu abraço tem a força imensa de um clarão
Quando chegas tudo se ilumina e saio da escuridão
Fogem todos os fantasmas que em mim trago
Teu abraço é a cura dos meus males, é meu afago

Não há nada melhor nesta vida e envolvente
Que os teus braços confundidos nos meus braços
E nós dois presos, eternamente, por um forte laço!

Teus braços me aquecem e me deixam ardente
Teus braços como asas abertas para mim eu vejo
E tua boca em minha boca, seladas num beijo!

Nádia Santos
Recife-PE
03/05/12





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos