domingo, 5 de agosto de 2012

Incerteza


Já me senti por demais perdida
Me encontrei por vezes indecisa
Me julguei nessa vida pequenina
Desejando proteção igual, menina!
A cada dia a vida passava
Me julgava um grão, quase um nada
Seguia o tempo e a mim levava
E minhas marcas não enxergava...
Achava pouco o que havia realizado
Com os amigos, na família, no trabalho
Como mãe e filha podia ter melhorado
E que, em minha missão havia fracassado
Decidi então fazer tudo com amor
Ouvir sempre o que diz meu coração
E jamais maltratar ou ferir meu irmão
Decidi ousar diante às dificuldades
Resolvi ser firme nas minhas atitudes
E não fraquejar em meios às dificuldades


**Aprendi: Saber dizer não quando 
é preciso e reconhecer em meu corpo 
meus próprios limites.


Nádia Santos
São Luis-MA
24/11/11
 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos