quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Carta a uma amiga


Já tive fases de minha vida que não sabia esperar...
Tinha pressa em resolver tudo, que desejava e
buscava. Me antecipava aos acontecimentos,
querendo resultados naquele momento.
Criava expectativas, vivia em constante
ansiedade e insistia em desobedecer
ao tempo com leviandade.
Tu sempre me alertavas, me sugerindo
controlar sentimentos, desejos e emoções.
Que a pressa não ajudaria em nada e que saber
esperar não seria aceitar ou concordar com
aquilo que nos era dado naquele momento.
Agora vejo que querias me dizer para ter
controle de mim mesma, de minhas atitudes
e ações. Que no momento certo, no dia certo,
eu teria o que desejava e precisava.
Talvez até melhor, se eu não tivesse
sido apressada, querendo ser dona da
razão, da verdade... Ah! Se eu tivesse
te escutado, talvez tivesse me poupado...
Mas precisei passar por tristes experiências,
para poder te entender, cara amiga Paciência...

Nádia Santos
19/06/12

Um comentário:

  1. É minha querida a paciência é prova de sabedoria ... guardeá com todo carinho Parabéns Pedro Pugliese

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos