quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Banho de amor


Banheira cheia e quente
Aroma de sais perfumados
Nela entrei maliciosamente
E logo chamei o meu amado...

Brincamos como adolescentes 
Deliciosamente, sem demora
Até que desejos indecentes
Envolveu nosso corpo nessa hora

Olhares lascivos de prazer
Corpos molhados que queimam
De seres que loucos se desejam

Crescem nossas carícias e beijos
Nossos corpos em convulsão
Amor misturado com bolhas de sabão.
                                    
 Nádia Santos
29/11/11





2 comentários:

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos