terça-feira, 24 de julho de 2012

Teu corpo, meu desejo...

Acordei de madrugada
Com meu corpo pedindo o teu
Desejando e querendo
Sentir os teus lábios nos meus...
Sentir o toque dos teus dedos
Arrepiando minha pele
Eriçando meus pêlos...
Querendo tua boca quente
Percorrendo lentamente
Pescoço, seios e ventre
Num vai e vem ardente
Arrancando de mim suspiros,
Levando-me ao delírio...
Enquanto ficas sem sentido
Enlouquecido com meu sabor
Que te inebria e te convida
A saborear meu gosto de mulher
De fêmea, que te deseja e te quer...
Vem... Vamos nos misturar
Vamos nos confundir
Com paixão... sem pudor...
Se entregar e viver
Intensamente nosso amor!
 Nádia Santos
15/09/11


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos