quarta-feira, 25 de julho de 2012

Tão distante...


Vejo uma sombra esvaindo-se...
Será tu amor? Aonde estás indo agora?
Não me deixes sozinha nesta hora...
O que aconteceu? Sentia-o tão meu...
Agora tão distante parece que me esqueceu...
Por que o destino parece tão cruel?
Ri de minhas desventuras
Diverte-se de minhas amarguras
O que era plena felicidade
Agora é um monstro faminto
Devorando sonhos com voracidade 




Nádia Santos
São Luis-MA
29/09/11

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos