terça-feira, 17 de julho de 2012

O tempo cura e cicatriza


Lembro-me das vezes que me apaixonei.
Das alegrias, das noites sem dormir,
Das fantasias tantas vezes imaginadas, 
Das juras de amor e promessas feitas...
De repente a desilusão, a decepção, 
A descoberta de que só eu vivia 
Esse sentimento... Choro lágrimas
O mundo ficando sem sentido, a vida
Perdendo a graça e aquelas tantas
perguntas: Por que comigo? Oque fiz?
Pior é a sensação de se sentir 
Usada, enganada, o vazio...
Mas ai vem o tempo, ele que tudo
Apaga, lentamente, que nem
Percebemos vai nos acalmando.
Quando vemos estamos amando 
De novo. O coração livre e sem
Mágoas (não adianta guardá-las)
Abre as portas e se entrega 
A novas emoções. É a vida ensinando
Que tudo só dura o tempo exato.
Que tudo começa e termina 
Exatamente quando tem que ser.
O importante é viver intensamente 
Casa história de amor. E quando ela
Terminar, tudo bem, não vale chorar
(mas se não der pra segurar, chora)
Porque ela durou o que tinha de durar.
O tempo cura e cicatriza...
Sara e alivia todas as feridas.

Nádia Santos
Recife-PE
20/05/11

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos