terça-feira, 31 de julho de 2012

Frágil


Assim, tão distante, sem ter os teus beijos
Que me deixam enlouquecida de desejo
E nas madrugadas, tomada pela carência
Deixei-me envolver com o corpo em ardência

Com beijos tão mais intensos que os teus
Foi pouco a pouco cedendo o corpo meu
E completamente sem forças e dominada
Entreguei-me aos seus caprichos, calada...

Aproveitou-se de um momento frágil
E como águia, tomou-me veloz e hábil
Com o meu coração infeliz e em prantos

Salve-me amor, segure-me pela mão
Quero teus beijos, e não os da solidão
Só em teus braços tudo é encanto...


Nádia Santos
Recife-PE
24/04/12




2 comentários:

  1. Muito lindo o seu blog Nadia, gosto muito de poesias e principalmente de falar de amor.
    Obrigada pela sua visita ao meu blog.
    Beijos
    Kakau Fonseca

    ResponderExcluir
  2. Por nada querida e volte sempre ok! Bjão

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos