quinta-feira, 26 de julho de 2012

Esperança minha

Aqui sozinha, eu e minha tristeza
Tendo a solidão a me embalar
Vejo, lentamente, os meus sonhos
Impiedosamente me abandonar...

Tento, em vão, impedi-los de ir
Uso minhas armas e vou lutando
Mas eles seguem sem compaixão 
E fico, à Deus, me lamentando...

Por que Senhor isso acontece?
De repente um sonho desaparece
Deixando um vazio tão triste...

Deito, com o que resta de alegria
Com anseio de sonhos no novo dia
Afastando essa agonia que persiste!
Nádia Santos
São Luis-MA
02/10/11






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos