segunda-feira, 23 de julho de 2012

Difícil espera...

É tão difícil esperar...
Contar as horas, os minutos...
Olhar o relógio dezenas de vezes.
Contar os dias no calendário
Tantas e tantas vezes...
Dá um desespero, uma aflição
Querer fazer o tempo correr
As horas voarem, tudo para que
Meus desejos e sonhos aconteçam.
Não é o tempo que anda devagar
Nem as horas custam a passar....
É a minha pressa em querer viver
É a vontade doida de te ter!
Sim...é  a loucura de tê-lo urgente...
Está difícil de suportar a saudade...
Preciso acalmar meu corpo e minha alma.
Espero-te... com meu amor e meu desejo
Crescendo mais e mais, a cada dia.
Com a certeza que nosso amor
Se tornará mais forte e mais intenso
E que a distância separa apenas
Nossos corpos, pois nossas almas
Jamais estiveram distantes...
Te amo!


Nádia Santos
Recife-PE 
01/08/11 








Um comentário:

  1. Não há distância que possa apagar o sentimento. Não há tempo que possa atenuar a ansiedade de estar com o outro. Nada pode apagar a emoção quando ela é profunda e sincera.
    Maravilhoso poema, Nádia!
    Abraço.

    => Crazy 40 Blog
    => MeNiNoSeMJuIz®
    => Pense fora da caixa

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos