quinta-feira, 12 de julho de 2012

Doce agonia

Sou sempre crente, alegre e positiva...
Acredito no melhor a cada novo dia
Sou extremamente sensível e emotiva
Confio, cegamente, no Deus que me guia

Há em mim um facho invisível de luz
Que me faz forte, eleva e é inextinguível
É o amor do Pai, que no meu corpo reluz
Nesta minha alma intensa e tão sensível

Tenho em meus braços um calor envolvente
E para ti, milhares de beijos indecentes
Em mim, uma paixão doida e ardente, trago

És meu alimento, minha deliciosa ambrosia
Somente ti sacia essa minha fome doentia
Dando dá fim a essa agonia, com teus afagos

Nádia Santos
01/01/12

4 comentários:

  1. Hola Naádia, dulce manera de expresar sentimientos.

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Roberto e obrigada por me seguir. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Amar com essa intensidade gera essa doce agonia, um misto de segurança coma incertezas!! Aplausos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É algo difícil de explicar, mais uma agonia gostosa de sentir. Um abraço e obg pelo carinho

      Excluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos